HOME O PROGRAMA QUALIDADE DE VIDA MINHA SAÚDE PERGUNTE AO ESPECIALISTA LOCALIZADOR DE FARMÁCIAS PERGUNTAS E RESPOSTAS   COMPARTILHE          
  LOGIN | CADASTRO

07/03/2022

Submeter a pele ao excesso de exposição ao sol, com ou sem protetor solar, pode acelerar o processo de envelhecimento e contribuir para o surgimento de manchas.1-11

O excesso de exposição ao sol na pele pode ocorrer em diferentes situações do dia a dia, principalmente, no período de verão. A pele fica exposta aos raios solares - UVA e UVB, inclusive em dias nublados.1

Quando esse processo é excessivo, pode contribuir para o surgimento de manchas na pele, bem como para um quadro de insolação. O efeito acumulativo do sol pode acelerar o envelhecimento da pele, além de poder aumentar os riscos de desenvolver câncer de pele.2,3

O que é insolação?

A causa da insolação é a exposição prolongada ao sol e ao calor, que aumenta a temperatura corporal, prejudicando o funcionamento do mecanismo de transpiração e resfriamento do corpo.2

O rápido aumento da temperatura corporal faz com que a pessoa perca muita água, sais e nutrientes importantes para a manutenção do organismo.2

Nessa condição, também é comum o indivíduo apresentar queimadura solar e a pele pode ficar vermelha e dolorida.4,5

     Insolação, GSK Viver Mais, Impactos do Excesso de Exposição ao sol na pele

Como o sol contribui para o envelhecimento da pele?

As alterações da pele causadas pelos raios UV são chamadas de fotoenvelhecimento. Os impactos do sol podem resultar em:

  • rugas;
  • pele seca e áspera;
  • redução da elasticidade da pele;
  • sardas, principalmente, no rosto e ombros;
  • veias vermelhas finas nas bochechas, nariz e orelhas;
  • melanoses solares, que são manchas escuras (castanhas ou marrons) no rosto, dorso das mãos, braços, peito e parte superior das costas.5,11

As manchas e sardas brancas podem aparecer com a ação acumulativa do sol no decorrer da vida.3,8,9

Já as melanoses solares estão associadas às áreas que ficam muito expostas aos raios UV.6

Outro tipo de lesão é a acne solar, que pode ser ocasionada pela mistura da oleosidade aumentada da pele exposta ao sol, suor, protetor solar oleoso e radiação solar.3

Já as queratoses solares são manchas ásperas e escamosas, que podem variar de rosa escuro a marrom.6

Como prevenir os impactos do excesso de sol na pele?

O primeiro passo para proteger a pele da exposição solar é o uso regular do protetor solar, com FPS mínimo de 30.4

Também é indicado procurar por sombras sempre que possível, principalmente, entre as 10 e 16 horas, quando a radiação UVB é mais intensa.4

O uso de roupas, chapéus e óculos escuros complementa as estratégias de cuidado com a pele no sol.4

A ingestão de água e hidratação da pele são outras medidas que podem contribuir para a integridade das camadas da pele.4

Faça o acompanhamento com um dermatologista para avaliar o surgimento de manchas, lesões e rugas relacionadas à exposição solar. Cuidar da pele também faz parte dos cuidados com a sua saúde!

NP-BR-DM-PSP-220002

    1. Prefeitura de São Paulo. Saúde. Excesso de sol pode causar sérios problemas à pele. Disponível em: <https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/noticias/?p=290998>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    2. Ministério da Saúde. Insolação. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/i/insolacao>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    3. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Cuidados com a pele no verão. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-verao/>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    4. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Cuidados diários com a pele. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/cuidados/cuidados-diarios-com-a-pele/. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    5. Mayo Clinic. Sunburn. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/sunburn/symptoms-causes/syc-20355922#:~:text=Excessive%20sun%20exposure%2C%20even%20without,developing%20melanoma%20later%20in%20life>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    6. Mayo Clinic. Slide Show: Sun Damage. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/adult-health/multimedia/sun-damage/sls-20076973>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    7. Cleveland Clinic. Sun exposure & Skin Cancer. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/10985-sun-exposure-and-skin-cancer>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    8. Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Rio de Janeiro. Sardas: charme ou perigo? Disponível em: <https://sbdrj.org.br/sardas-charme-ou-perigo/>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    9. Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Rio de Janeiro. O que são e como surgem as sardas? Disponível em: <https://sbdrj.org.br/o-que-sao-e-como-surgem-as-sardas/>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    10. Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Fluminense. Evite doenças de pele no verão. Disponível em: <https://sbdfl.org.br/noticias/evite-doencas-de-pele-no-verao/>. Acesso em 31 de jan. de 2022.
    11. Sociedade Brasileira de Dermatologia regional Rio de Janeiro. O que são as melanoses solares? Disponível em: <https://sbdrj.org.br/o-que-sao-as-melanoses-solares/>. Acesso em 01 de fev. de 2022.
ANTERIOR
5 dicas para manter a pele saudável no verão
PRÓXIMO
Impetigo, foliculite e furunculose: conheça as causas e os sintomas
COMPARTILHE