HOME O PROGRAMA QUALIDADE DE VIDA MINHA SAÚDE LOCALIZADOR DE FARMÁCIAS PERGUNTAS E RESPOSTAS   COMPARTILHE        
  LOGIN | CADASTRO

27/05/2018

A prática de atividades físicas é uma das melhores formas para manter o corpo saudável, bonito e melhorar o humor. Mas às vezes, quem convive com algum problema de saúde pode ter limitações em relação a exercícios. Abaixo, você encontrará algumas atividades indicadas para cada condição, mas é imprescindível procurar um médico para saber qual a opção mais adequada e segura no seu caso1.

Quem tem problemas cardíacos precisa passar por uma avaliação prévia com cardiologista com o intuito de verificar qual a intensidade em que o exercício pode ser realizado. Os de alta intensidade devem ser evitados. Já alongamentos, atividades de flexibilidade e exercícios com pesos (com carga baixa e várias repetições) são as melhores opções2. Bicicleta, caminhada na esteira e atividades na piscina também são boas escolhas1.

Aqueles com problemas pulmonares costumam ter bastante limitação em relação aos exercícios de longa duração, visto que possuem dificuldades para fazer o oxigênio chegar aos músculos. Por isso, as atividades que alternam esforço e repouso acabam sendo as mais recomendadas1. A natação é uma das mais indicadas, pois ajuda na recuperação e tratamento de problemas pulmonares crônicos. Além disso, esse tipo de exercício aumenta as resistências do coração e do pulmão ao trabalhar músculos respiratórios como o diafragma e os intercostais. Caminhada ou corrida leve também são indicadas pelos médicos, já que são exercícios que aprimoram o condicionamento físico3.

Para as pessoas com fibromialgia, a atividade física é o ponto alto no tratamento. Portadores dessa doença geralmente são fortemente incentivados a se mexer. Exercícios promovem relaxamento dos locais afetados, resultando em melhora dos sintomas e da qualidade de vida. A caminhada é a atividade física mais indicada. Os exercícios de relaxamento e alongamento também são importantes, assim como a natação e a hidroginástica, que devem ser realizadas em piscina aquecida, uma vez que a água fria contrai a musculatura, provocando mais dor4.

Aqueles que possuem dores nas costas às vezes não têm um diagnóstico definitivo. Muitas vezes, as dores são causadas por postura irregular, baixo condicionamento dos músculos de sustentação e flexibilidade deficitária. Embora todos os esportes interfiram na biomecânica da coluna vertebral, as indicações nesses casos podem ser pilates, musculação, natação, alongamento, exercícios aeróbicos e ginástica1.

Para portadores de osteoporose é indicado um treino que estimule o equilíbrio e a coordenação motora. Uma simples caminhada é a arma mais poderosa no combate ao desequilíbrio. O ideal para o paciente é praticá-la pelo menos quatro vezes por semana em seções de 40 minutos. Durante a caminhada, é importante endireitar o corpo e andar o mais ereto possível, com o queixo para dentro e a cabeça bem levantada5.

Lembrando mais uma vez: embora essas dicas possam auxiliar na escolha da atividade física mais recomendada para você, deve-se fazer uma avaliação clínica antes de iniciar qualquer exercício, com o objetivo de identificar seu estado de saúde e os fatores de risco que se aplicam no seu caso. Fora isso, fique sempre atento à frequência, à intensidade, ao volume de prática esportiva e à postura durante a atividade1.

1. HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN. Qual a atividade física mais indicada para você? Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2013.

2. TERRA NETWORKS BRASIL. Cardiopatas e exercício físico. 2013. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2013.

3. MENEZES, F. Exercícios mais indicados para quem têm complicação respiratória. In: MINHA VIDA. 2011. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2013.

4. MARIETTO, VS. Benefícios da atividade física para a fibromialgia. In: MAIS EQUILÍBRIO. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2013.

5. FIRME E FORTE OSTEOPOROSE. Exercícios indicados para a osteoporose: treino de equilíbrio e coordenação motora. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2013. 

BR/PP/0008/13

ANTERIOR
Cinco bons motivos para você beber água regularmente
PRÓXIMO
ÁLCOOL
COMPARTILHE