HOME O PROGRAMA QUALIDADE DE VIDA MINHA SAÚDE PERGUNTE AO ESPECIALISTA LOCALIZADOR DE FARMÁCIAS PERGUNTAS E RESPOSTAS   COMPARTILHE        
  LOGIN | CADASTRO

12/05/2021

Saiba como retirar a sua medicação para DPOC na farmácia de alto custo do SUS em São Paulo de forma gratuita.

Caso você seja de São Paulo, tenha sido diagnósticado pelo seu médico com a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e esteja dentro das regras do protocolo (PCDT DPOC em SP), veja abaixo a documentação necessária para retirar a medicação prescrita de forma gratuita na farmácia de alto custo do SUS.

 

Confira a lista de documentos necessários para a solicitação de medicamentos abaixo: 1

  • Laudo médico especializado (LME) preenchido pelo próprio médico responsável;
  • Relatórios médicos originais de solicitação de  Umeclidínio, Glicopirrônico ou Tiotrópio;
  • Prescrição original de medicamento em duas vias;
  • Cópia do documento de identidade (RG e CPF), comprovante de residência com CEP e cartão nacional de saúde (CNS)
  • Cópia do exame de espirometria.

A cada 3 meses é necessário solicitar a renovação com o seu médico para dar continuidade ao tratamento.

 Renovação de continuidade:1

  • Laudo da Solicitação preenchido pelo responsável médico
  • Prescrição de medicamento original em duas vias

Atenção: Não são exigidos exames de monitoramento

 

Importante: A retirada do medicamento pode ser feita por meio outra pessoa ao invés do paciente (procurador). Neste caso, além dos documentos
descritos acima, serão exigidos:1
  • Declaração de autorização da retirada do medicamento
  • Cópia dos documentos pessoais do procurador
  • Número de telefone do procurador

 

Com os documentos em mãos, o paciente ou procurador deve se digirir a um dos locais de dispensação de medicamentos (farmácia de alto custo).

 

Clique aqui para ver  a lista de algumas farmácias em São Paulo que são locais de dispensação do SUS

 

 

Clique aqui para saber mais sobre a DPOC:

 

Em caso de dúvidas entre em contato com o SAC do Viver Mais para mais orientações.

ANTERIOR
Enxaqueca: como descobrir se você tem?
PRÓXIMO
A dermatite é contagiosa?
COMPARTILHE