HOME O PROGRAMA QUALIDADE DE VIDA MINHA SAÚDE LOCALIZADOR DE FARMÁCIAS PERGUNTAS E RESPOSTAS   COMPARTILHE        
  LOGIN | CADASTRO

07/11/2019

 

Depressão: causas, sintomas e valorização da vida

 

Acabamos de passar pelo Setembro Amarelo, o mês de prevenção ao suicídio. Mas sabemos que não é só nessa época do ano que devemos nos atentar a esse tema tão presente na sociedade.

 

Um estudo com mais de 15 mil pacientes, constatou que a depressão é o transtorno mais comum detectado em suicidas.Somente no Brasil, segundo a OMS, a taxa de suicídio a cada 100 mil habitantes aumentou 7% em seis anos. No mundo, cerca de 800 mil pessoas cometem suicídio todos os dias.4 Por isso, conhecer a doença é tão importante. Vamos descobrir um pouco mais sobre a depressão?

O que é a depressão?

A depressão é uma doença psiquiátrica que pode atingir pessoas de qualquer idade ou gênero. Ela pode ser diagnosticada em diferentes categorias, que você pode conhecer clicando aqui, onde os principais sintomas são: 

A depressão, muitas vezes, pode ser confundida com a tristeza. Porém, o que as difere é que a tristeza transitória acontece por motivos cotidianos e é solucionável. Já na depressão, o sentimento não tem uma causa aparente e se estende por dias, sem uma visão de melhoria.2 Além disso, pessoas com depressão não possuem interesse em atividades que antes as faziam felizes e podem demonstrar comportamento suicida.3

Causas da depressão

Há evidências que apontam para alterações químicas em relação às substâncias que transmitem impulsos nervosos entre células do cérebro de pessoas com depressão.

 

Porém, fatores psicológicos e sociais, como abuso de álcool e drogas, ansiedade, estresse e acontecimentos traumáticos na infância também podem desencadear a doença.

 

Diante da gravidade dessa doença psiquiátrica e do reflexo dos seus sintomas no corpo humano, ela ainda pode causar doenças como AVC, infarto e hipertensão.2

Tratamento da depressão

Para quem sofre com a depressão, a doença parece um beco sem saída. Mas ela pode e deve ser tratada com o acompanhamento de um médico psiquiatra e a administração de medicamentos. É importante lembrar também que a manutenção do tratamento é essencial a longo prazo para acompanhar o quadro do paciente.2

 

Além disso, a terapia também é uma importante aliada do tratamento contra a depressão, pois auxilia na sua melhora.3

 

Assim, se você reconhecer que pessoas próximas à você expressam sintomas de depressão, o primeiro passo é mostrar seu apoio, dialogar e orientar na procura de um especialista para iniciar o tratamento. Lembre-se: a vida vale a pena. 

  1. ANA CAROLINA MORENO. G1. Suicídios de adolescentes: como entender os motivos e lidar com o fato que preocupa pais e educadores. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2019.

 

  1. BRUNA, Maria Helena Varella. Depressão. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2019.

 

  1. Ministério da Saúde. Depressão: causas, sintomas, tratamentos, diagnóstico e prevenção. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2019.

 

  1. PATRÍCIA FIGUEIREDO. G1. Na contramão da tendência mundial, taxa de suicídio aumenta 7% no Brasil em seis anos. 2019. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2019.

 

NP-BR-NA-WCNT-190011

ANTERIOR
Existem os vilões e mocinhos da alimentação?
PRÓXIMO
Estamos sob ameaça das superbactérias?
COMPARTILHE