HOME O PROGRAMA QUALIDADE DE VIDA MINHA SAÚDE PERGUNTE AO ESPECIALISTA LOCALIZADOR DE FARMÁCIAS PERGUNTAS E RESPOSTAS   COMPARTILHE        
  LOGIN | CADASTRO

01/10/2021

A alergia respiratória é uma resposta do sistema imunológico quando esse entra em contato com as substâncias consideradas alérgicas. Essas substâncias possuem diversas origens e atuam negativamente no organismo provocando doenças, como a asma e a rinite. 1

A asma e a rinite são doenças respiratórias frequentes e a principal diferença entre elas está no órgão afetado pela patologia. A asma é uma doença inflamatória crônica que ataca o sistema respiratório, em especial, os brônquios. Já a rinite é uma inflamação desencadeada pelas crises alérgicas e que acomete o nariz. 1

Apesar de associadas, a asma e a rinite apresentam sintomas diferentes. Conhecê-los é um passo importante para buscar o tratamento adequado para cada uma delas. Mas para o diagnóstico de ambas as doenças, consultar um especialista é fundamental.

Qual a diferença entre a asma e a rinite?

Por serem manifestações exageradas das alergias respiratórias, é comum o aparecimento de sintomas similares e forma simultânea. Por isso é preciso estar atento para saber diferenciar a asma e a rinite. 2

A asma alérgica acomete indivíduos de qualquer idade e, na maioria dos casos, ela é diagnosticada ainda na infância. As reações asmáticas variam de pessoa para pessoa e sua causa exata ainda não é conhecida, mas acredita-se que ela é causada por fatores genéticos e ambientais. 2

Alguns gatilhos pioram os sintomas da asma e consequentemente a inflamação dos brônquios, entre eles: ácaros, fungos, pólen, pelos de animais, vírus, poluição ambiental, cigarro e mudanças climáticas. 2

A rinite alérgica também pode se desenvolver por esses gatilhos, entretanto, sua manifestação acontece de forma aguda, com duração dos sintomas entre 7 e 10 dias, ou ainda, na sua fase crônica, com os sintomas persistindo por meses. 3

A coexistência da asma e da rinite alérgica e a associação de seus respectivos sintomas tendem a sobrecarregar o paciente. Essa correlação é outro fator importante a ser observado no momento do diagnóstico, pois o controle da rinite alérgica também influencia no controle da asma. 2

Portanto, a identificação correta dos sintomas contribui para o sucesso do tratamento.

Quais os sintomas da asma e da rinite?

Uma prática clínica realizada por muitos médicos é questionar o paciente com asma a respeito de possíveis sintomas da rinite - e o inverso dessa abordagem também é válido. Essa conduta utiliza critérios de avaliação para as duas doenças, de maneira ampla e integral, considerando não somente o tratamento, mas as doenças e suas inter-relações com o histórico do paciente. 4

Enquanto a asma provoca falta de ar, chiado, sensação de aperto no peito e tosse, os sintomas mais comuns da rinite alérgica são espirros, obstrução nasal, coriza e coceira no nariz e garganta, além de ardência e olhos lacrimejando. 4

A principal preocupação dos médicos é que a presença da rinite em pacientes com asma tem sido confirmada como um marcador de gravidade para asma, dificultando o tratamento. 4

Como tratar a asma e a rinite?

O primeiro passo é ficar livre dos gatilhos desencadeadores da asma e da rinite alérgica. Limpeza e um ambiente arejado são essenciais para dispersão das substâncias alérgicas, como poeira, ácaros e fungos, além de evitar contato com produtos químicos, em especial, aqueles que possuem forte odor. 4

Pacientes com asma são tratados com medicamentos de prevenção e de alívio às crises asmáticas. Já para rinite, recomenda-se lavar o interior do nariz com solução salina e os remédios prescritos possuem ação anti-inflamatória e anti-histamínica, que ajudam no controle das crises alérgicas. 3, 4

Asma e rinite são doenças associadas capazes de provocar uma série de reações no organismo, interferindo na qualidade de vida de muitas pessoas. Consultar sempre um médico para o diagnóstico é fundamental para delinear o melhor tratamento para cada uma.

Busque ajuda médica e mantenham-se livre das crises alérgicas, favorecendo a respiração e contribuindo para manutenção da sua saúde!

Referências:

  1. CAMPANHA, Silvia Márcia Andrade; FREIRE, Lincoln Marcelo Silveira; FONTES, Maria Jussara Fernandes. O impacto da asma, da rinite alérgica e da respiração oral na qualidade de vida de crianças e adolescentes. Revista Cefac, v. 10, n. 4, p. 513-519, 2008.
  2. CAMARGOS, Paulo Augusto Moreira et al. Asma e rinite alérgica como expressão de uma única doença: um paradigma em construção. Jornal de Pediatria, v. 78, p. 123-128, 2002.
  3. FRIED, Marvin. Rinite. 2020. Manual MSD. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-do-ouvido,-nariz-e-garganta/doen%C3%A7as-do-nariz-e-dos-seios-paranasais/rinite. Acesso em: 26 abr. 2021.

NP-BR-FLF-PSP-210001

Países permitidos a publicação: Brasil

ANTERIOR
Para que servem os antibióticos?
PRÓXIMO
Conheça as principais orientações para o uso dos antibióticos
COMPARTILHE