HOME O PROGRAMA QUALIDADE DE VIDA MINHA SAÚDE LOCALIZADOR DE FARMÁCIAS PERGUNTAS E RESPOSTAS   COMPARTILHE        
  LOGIN | CADASTRO

25/02/2019

 

 

 

 

 

A tosse é um dos sintomas respiratórios mais comuns no atendimento em consultórios médicos. A tosse é na verdade um mecanismo de defesa com a função de eliminar materiais inalados e retirar excesso de muco das vias aéreas. No entanto, tosse persistente pode ser sinal de várias doenças, algumas delas graves.

A tosse pode ser classificada em 3 tipos de acordo com sua duração:

Aguda – Quando dura menos que três semanas e, em geral, é consequência de resfriados.

Subaguda – Dura de três a oito semanas e frequentemente  é consequência de gripes e resfriados (tosse pós-infecciosa). Nesse caso, é importante verificar a  possibilidade de tuberculose ser a causa da tosse.

Crônica – Quando dura mais do que oito semanas (dois meses) e se faz necessário sempre a avaliação médica para o diagnóstico da doença que está provocando a tosse.

As causas mais frequentes de tosse crônica são síndrome da tosse das vias aéreas superiores, asma e refluxo gastroesofágico.

A Síndrome da tosse de vias aéreas superiores está associada à rinite (alérgica, não alérgica e vasomotora) e rinossinusite crônica. Além da tosse, a suspeita de diagnóstico acontece pela presença de sensação de gotejamento de secreções na garganta, nariz escorrendo, nariz entupido e pigarro.

A asma também é causa frequente de tosse crônica, que muitas vezes pode ser a única manifestação da doença (“tosse variante da asma”). A suspeita de asma aumenta quando estão presentes outras manifestações, como rinite alérgica, falta de ar e chiado, além de histórico familiar de asma.

A Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE) também é causa frequente de tosse crônica. Outros sintomas comuns na DRGE são dor e queimação no esôfago (azia), gosto amargo na boca e mau hálito, e a tosse pode estar presente especialmente após as refeições ou ao deitar-se. Porém em 40% dos casos, a tosse crônica devido a DRGE pode ocorrer sem a presença de outros sintomas.

Outras causas de tosse crônica são bronquite eosinofílica não asmática, uso de determinados medicamentos para tratamento de pressão alta, tabagismo e bronquite crônica.

No tabagismo, a tosse é uma resposta à inflamação das vias aéreas, causada pela inalação de fumaça. Ao parar de fumar, a tosse pode cessar em aproximadamente quatro semanas.

A tosse crônica não é uma doença por si só, e sim um sintoma de diferentes doenças. Dessa forma, sempre que apresentar esse sintoma, é recomendado que se procure um médico para realizar o diagnóstico e iniciar o tratamento apropriado para a doença que está causando a tosse.

 

 

BR/RESP/0134/18f

ÇOLAK, Y. et al. Risk Factors for Chronic Cough Among 14,669 Individuals From the General Population. Chest, 152(3): 563-73, 2017.

PEROTIN, J. Managing patients with chronic cough: challenges and solutions. Ther Clin Risk Manag, 14: 1041–51, 2018.

IRWIN, RS. et al. Diagnosis and management of cough executive summary: ACCP evidence-based clinical practice guidelines. Chest, 129(1): 1S-23S, 2006.

ANTERIOR
Importância da adesão ao tratamento na asma e DPOC/
PRÓXIMO
Você sabe como se prevenir do herpes neste Carnaval?
COMPARTILHE